Receitinha: Leite de “unicórnia”

O inverno chegou! E como várias pessoas me perguntaram o que eu estava bebendo nesta foto vou fazer um post com essa receita que é uma delícia de inverno.

 IMG_20170613_201627_588

Leite de Unicórnia:

Propriedades mágicas:

Aquecer o corpo, acordar a mente, alegrar a alma e aumentar os níveis de glicose. Se tu pesquisares na internet vais encontrar uma outra receita. A base é leite de coco, mel, limão, gengibre e alga – é um detox. Considero a minha bem melhor haha.

desenho-unicornio-bonito-com-acessorios_23-2147549659

Ingredientes e preparo:

Em uma caneca, por 2 colheres bem cheias de chocolate ou cacau em pó e 1 colher cheia de amido de milho. Juntar 1 colher de leite frio e misturar bem.

Encher 2/3 da caneca com leite fervido e cobrir com marshmallows! A mistura fica super cremosa, pois os marsmallows vão derretendo e deixam o leite colorido. Por isso chamo de leite de unicórnia. É uma delícia, mas é bem gordice, então melhor não abusar hehe.

Minha Luta – volume II

Há algumas semanas fiz um post sobre a minha leitura de “Minha Luta – vol. I“, escrito por Adolf Hitler, enquanto esteve preso em 1924. O sucesso daquela obra e o aumento do movimento idealizado pelo  Partido Nacional Socialista dos Trabalhadores Alemães, impulsionaram a edição de um segundo volume. Neste, estão esmiuçados os ideais nazistas. Só lembrando, isto é uma resenha, não quer dizer que eu concorde com tais ideias.

Os ideais do Partido:

A ideia central do novo partido consistia em uma concepção racista e antissemita do mundo. “O Estado é um meio para um fim”. Ou seja, o progresso da coletividade, a conservação e fortificação da raça. Pela manutenção dos elementos raciais, o Estado protegeria a cultura, a beleza e a dignidade do povo. Nesse “Estado ideal” a raça deveria ser mantida pura. Somente os sadios estariam aptos a terem filhos. Doentes ou deficientes físicos não teriam direito de procriar. Contudo, estes inaptos poderiam adotar alguma criança pobre (mas saudável). Hitler previu que seria necessária a privação desse tipo de procriação de “incapazes” durante cerca de seis séculos para libertar a humanidade da “impureza” das raças.

No plano da Educação, o desenvolvimento físico seria priorizado, bem como a disciplina. Já o conhecimento intelectual seria secundário. O serviço militar também deveria evoluir. Em vez de treinar os jovens em exercícios regulamentares, deveria tornar a todos verdadeiros soldados. Após finalizar o serviço militar o jovem teria direito a dois documentos: o “diploma de cidadão”, que o permitiria tomar parte na vida pública; e o “atestado de saúde”, que daria o direito a casar-se. A educação feminina obedeceria aos mesmos critérios masculinos, com o objetivo de formar futuras mães.

Um dos principais ideais do Partido em seu início era incutir na cabeça do povo que o Tratado de Versailles era um saque contra a nação alemã. Em contrapartida, apresentava o Tratado de Brest-Litowsky como “inspirado em um sentimento generoso”.

A bandeira Nazista:

Hitler conta que foi o principal idealizador da bandeira do partido. Na qual o vermelho representa a ideia socialista, além de servir como provocação aos Marxistas. O branco representa o nacionalismo e cruz suástica representa a luta pela vitória dos arianos e a missão antissemítica.

As tropas de assalto:

Outro ponto que merece destaque neste Volume foi a descrição das chamadas “Tropas de assalto”. Estes grupos, de cerca de cem cada um, eram formados por jovens nacionais-socialistas que além de servirem como guardas nos comícios e reuniões do Partido eram instruídos na política partidária. Em cerca de três anos estes grupos alcançaram a soma de milhares de adeptos que contribuíam para a repressão dos marxistas. (Na prática funcionavam como grupos terroristas que atacavam os marxistas).

Hitler relata a situação da “Revolução” de novembro de 1918, que fez com que o governo passasse as mãos dos marxistas:

“Com uma minoria de péssimos elementos, foi feita uma revolução à qual aderiram imediatamente todos os partidos marxistas. A Revolução tem aparentemente um caráter moderado, com o que provoca a inimizade dos extremistas fanáticos. Estes começam a trabalhar com granadas de mão e metralhadoras, a ocupar edifícios públicos, enfim, a ameaçar a revolução moderada. A fim de afastar os horrores de uma tal evolução, os adeptos do novo regime fazem um armistício com os adeptos do antigo para, solidários, combaterem os extremistas. O resultado é que os inimigos da República cessaram o seu combate contra ela e ajudaram a vencer aqueles que, de pontos de vista completamente diferentes, também eram inimigos da mesma República. O segundo resultado foi que, desse modo, o perigo de um combate dos adeptos do regime antigo contra os da nova ordem de coisas parecia definitivamente afastado.” [grifo meu]

Dessa forma, o autor explica como a Revolução funcionou, sendo que a maioria da população dela não tomou parte, ou se recusava a aceitá-la. Além, dos soldados que estavam, na maioria, em Estado estrangeiro, lutando ainda na Guerra.

No primeiro Império, havia força no exterior e liberdade no interior. Enquanto que com a República, demostrou-se fraqueza externa e opressão aos cidadãos no interior. Hitler condenava a desagregação da Alemanha em Estados federados, pois tenderiam a enfraquecer a raça e a unidade cultural daquela que ele considera a nação Alemã.

Organização do Partido (e novamente) a importância da propaganda:

O primeiro dever da propaganda seria conquistar adeptos para formarem a organização (gerência) do Partido. O segundo dever seria disseminar a nova doutrina. Enquanto que o primeiro dever da organização, que cabia a um pequeno e apto grupo, caberia conquistar adeptos para disseminar a propaganda. Seu segundo dever seria a luta pelo poder, o sucesso da doutrina. Em princípio Hitler foi o chefe da área de propaganda, depois presidente do Partido Nazista.

Os sindicatos:

O autor acusava o marxismo por tornar os sindicatos instrumentos para lutas de classe. Enquanto que o ideal dos nacionais-socialistas seria torná-los instrumento para representação profissional e fortificar a economia. O empregado trabalharia com entendimento de que a sua contribuição para o crescimento da economia importaria em seu próprio ganho. Bem como, o empregador contribuiria para a evolução de seus empregados como pressuposição ao aumento da empresa e lucros, pelo fortalecimento da economia.

Novas alianças:

Hitler avalia possíveis novas alianças para Alemanha, já pensando em um novo conflito em vista de reconquistar o que foi perdido com os embargos da Primeira Guerra. Com a França, seria impossível, visto serem inimigos mortais devido aos conflitos diretos e perda de territórios com a Guerra. Além do que, a França seria um povo em degradação devido a imigração de africanos das colônias. A nova república na Áustria estava muito fragilizada para dar o suporte que a Alemanha necessitaria. Em princípio, a Itália seria descartada, pois tinha em seu poder o Tirol do Sul, território que a Alemanha reclamava para si. Contudo ainda era muito bem cogitada, visto que representava uma fronteira com a França e era um país que lutava contra o marxismo. A Inglaterra era a aliança sonhada por Hitler. Visto que na época ainda era a maior potência mundial. Representaria defesa na área costeira e encurralamento da França. Na Rússia o governo bolchevique impediria uma aliança. Além do que, ter a Rússia como aliada em uma guerra contra o restante da Europa resultaria em batalhas ocorrendo em solo alemão. A distância do centro russo e a localização da Polônia atrasariam muito a chegada de reforços.

Assim, as alianças desejáveis seriam com Itália e Inglaterra. De forma que a Alemanha teria tempo para se preparar e atacar a França de surpresa. Contudo Hitler reconhece que devido a situação em que se encontrava a Alemanha, nenhum país desejaria firmar aliança com esta. Não só pela desgraça da nação após a Guerra, mas como principal causa o ódio que teria sido disseminado pelos judeus aos outros povos do mundo. Tal estratagema dos judeus não visava só a Alemanha, mas tenderia arruinar nação após nação visando a soberania mundial do Estado judaico.

Isso foi o que resenhei com base no livro. Por fim, vou falar um pouco sobre o contexto histórico para entendermos a mentalidade de Hitler:

Apesar de ter nascido austríaco, Hitler considerava-se alemão, assim como muitos cidadãos daquele país. Seu principal ideal era unificar a nação alemã, anexando não só a Áustria, mas todos os territórios perdidos após a unificação da Alemanha em 1871. A visão de mundo racista e antissemita não foi algo criado por ele, pois já existia um movimento pangermanista (anitissemita) na Áustria, bem como a influência de teorias no campo da biologia e geopolítica que defendiam a superioridade da raça branca.

Em um país derrotado na Guerra em meio a crise política e econômica, Hitler e os nacionais-socialistas aproveitaram a fragilidade do povo para disseminar seus ideais. Entretanto, mesmo o Partido Nazista tendo crescido e aumento suas posições no Parlamento, Hitler conseguiu apenas 37% dos votos para presidente, em 1932. Ele chegou ao poder devido a uma manobra de empresários, partidos, inclusive da Igreja. Ou seja, o povo alemão não apoiou Hitler nas urnas. Entre 1932 e 1933, teve força a implantação do Terceiro Reich, com o fim da democracia, restrição dos direitos civis, proibição de partidos, sindicatos e greves e daí extrapola para a queima de livros e perseguição de minorias.

Quanto ao judeus, em 1933, dos 67 milhões de habitantes, 500 mil se autodeclaravam judeus. Sendo assim, como menos de 1% da população poderia ser responsável por uma conspiração tão grande contra o povo alemão, conforme era defendido por Hitler? Então, se for ler este livro, recomendo que também pesquise em outras fontes, pois a realidade Alemã não era exatamente como este autor pintava, não que ele não tem dito algumas verdades em meio aos preconceitos. Além do que, é uma ótima leitura para fazer um comparativo com a nossa política atual e refletirmos o quanto estamos sob o jugo dos poderosos, e aqui não me refiro somente aos políticos, mas aos “JBS” e “Odebrecht”…

xoxo

GlamboxLove – Maio 2017

O tema da Glambox de maio/2017  foi AMOR, todas as formas de amor. A caixa veio com algumas frases inspiradoras: “Espalhe amor por onde você for” e:

“Ame sem limites: a vida, pessoas especiais e todos os seus momentos! Fortaleça esse sentimento dentro de você e veja a beleza das pequenas conquistas. O momento é agora, faça ele ser especial – começando por você!” Quanto ao conteúdo, fazia meses que não recebia uma caixa tão variada, apesar de o preço total dos produtos ter sido menor.

 

Full sizes:glamlove

Shampoo e Condicionador Bomb Nouvelle 300ml (R$34)

A marca diz ter baseado a fórmula em uma receita da internet revisada de forma segura para proporcionar o crescimento saudável dos fios. Recebi o kit Bomb-V explosão de vitaminas, com vitamina A e óleo de amendoim e d-panthenol, evitando o surgimento de pontas duplas e danos externos que prejudicam o crescimento dando aquela impressão de o cabelo vai sumindo, pois as pontas ficam ralas e quebram. Preciso muito!

Desodorante Charming 150ml (R$ 15)

Elaborado com sais minerais e vitamina E protege sem agredir a pele por até 48h.

Base Translúcida Ricosti matte 40ml (R$16)

Promete toque aveludado, maior cobertura, efeito matte e secagem rápida. Levando em conta que é uma base baratinha, até que é boa para o dia-a-dia. Mas transfere um pouco e os produtos da Ricosti tem aquele cheiro de pó compacto de vó.

Batom líquido matte Eudora Soul kiss me 7,2ml (R$18)
Sua fórmula tem pigmentos proporcionando uma cor intensa e alta cobertura. Recebi a cor rosa marcante que é um roxo tipo uva. Não testei ainda, mas tem sido bem falado em resenhas.

Amostras:

Trivitt Power Oil 10ml (R$10)

É um blend de óleos de mirra, macadâmia, coco, ojon, chá verde, aloe, noz de karité, cálamo, canela, argan, camomila, oliva, semente de algodão e óleo de camelina dourada esta composição nutre e repara a fibra capilar. Tenho acrescentado nas minhas máscaras de tratamento e o resultado tem sido muito bom.

Amend máscara de tratamento Luxe creations 45g

Rico em aminoácidos e extrato de peróla negra que revitalizam os fios de dentro para fora, evita o desbotamento da cor, fortalece e doa brilho aos fios.

Shampoo e condicionador Bloom Yellow 20ml

Shampoo e condicionador a base de argan hidratante e anti-frizz.

Perfume Mugler Angel 0,3ml

Total dos produtos R$ 83

Compartilho com vocês os cupoms que recebi:

Da Trivitt 30% com o código GLAMBOXITALLIAN

Da Amend 20% através do link www.amend.com.br/glambox2017

E se quiserem assinar segue o link na imagem:

glamjunho

Fumaça e Espelhos – Contos e Ilusões – Neil Gaiman

FUMACA_E_ESPELHOS_1380062497BMais uma resenha sobre livro de Neil Gaiman? Sim! Fumaça e Espelhos foi lançado originalmente em 1998. O título parte da ideia do uso de espelhos e fumaça como truques para distorcer a realidade e mostrar algo mágico, inesperado. O livro inicia com uma bela introdução do autor e uma apresentação para cada conto. E um conto que Neil escreveu para presentear um casal de amigos, mas não teve coragem de entregar.

“Cada um desses contos é uma reflexão sobre algo, que não é mais sólido do que um sopro de fumaça. São mensagens do País dos Espelhos e imagens em nuvens que mudam de forma: fumaça e espelhos é tudo o que eles são.”

O livro começa com contos mais leves, alguns são pequenos contos de fadas como em “Cavalaria“, no qual uma velhinha adquire o Santo Graal em uma loja de antiguidades. Há também a “A ponte do Troll“, “O palhaço“, “A rainha das facas” e “A filha das corujas” nessa linha. Alguns contos deixam escapar um pouco da vida de Neil como escritor e suas divagações. Em “Procurando a garota” ele relembra a época em que trabalhou para a revista britânica Penthouse e escreveu sobre uma garota que faz capas de revista ao longo de décadas, porém não aparenta envelhecer. “O lago dos peixes dourados” apresenta os disse me disse e ilusões de Los Angeles. Que também é o tema em “Mistérios de assassinatos“. Em um conto sobre a relação de um garoto com os livros de Moorcock ele se questiona: “Quando o seu autor preferido morre, você pensa, agora quem vai escrever meus livros?”

Dois contos se passam em  Innsmouth, vilarejo fictício criado por H.P.Lovecraft: “Shoggoth’s Old Peculiar” sobre um mochileiro que não deveria ter seguido as dicas de um livro sobre viagens e “Apenas o fim do mundo novamente“, uma história sobre lobisomem. Assim como em “Bay wolf“. Alguns contos são mais surpreendentes como o gato  demoníaco em “O preço“; a  raposa assassina e ardilosa em “A estrada branca” e assassinos que se anunciam em classificados em “Arremate por atacado“. Outros nos fazem questionar: e se não fosse “O varredor de sonhos” o que seria da nossa sanidade? Será que o Papai Noel é amaldiçoado? E a Branca-de-neve é um monstro? E se alguém for capaz de ler em minha mente todos os meus fetiches sexuais?

Além destes e de alguns poemas, a coletânea tem ainda uma seleção de contos que considerei chocantes. Em “Mudanças” a história começa com uma droga contra o câncer que contém um efeito colateral: troca de gênero em nível cromossômico. Em “Cores Frias” dá-se um passeio por Londres e nota-se a influência do computador. Em “Vírus” se aborda muito bem a dependência por um jogo de computador. Em “Partes estrangeiras” fiquei na dúvida: é uma doença venérea ou um alien?

Não decidi se o mais aterrador é “bolinhos de bebê” no qual todos os animais foram embora do mundo e os humanos decidem testar produtos em bebês ou “Camundongo” no qual um homem não é capaz de matar um rato, mas se mostra indiferente quando a namorada conta a traumática experiência do aborto.

Numa análise geral o livro é maravilhoso. Os contos são muito bem escritos. Naqueles em que o autor decidiu tratar sobre temas polêmicos fez de maneira a dar um tapa na cara da sociedade hipócrita em que vivemos de forma muito criativa. Muita coisa é brincadeira, muita coisa é ficção. Contudo o quão estamos próximos de tornar essas “loucuras” uma nova realidade?

xoxo

A Máquina do Tempo – H. G. Wells

A_MAQUINA_DO_TEMPO_14312898936009SK1431289893B

Insira uma legenda

Este é um daqueles livros que geralmente aparecem como referência nos livros de ficção cientifica que leio ou é mencionado como inspiração por este tipo de autor. Publicado em 1895, foi um dos primeiros romances com o tema viagem no tempo. O autor, H. G. Wells consagrou-se no ramo da ficção científica e por defender suas ideias socialistas e pacifistas. Confesso que não achei o livro impressionante, para mim a história foi muito curta e sem emoção. Contudo, as ideias futuristas são mesmo um máximo, muito criativas.

Em sua viagem experimental, o viajante do tempo se transporta para o ano de Oitocentos e Dois Mil Setecentos e Um (802.701). Isso que é viagem no tempo! Diferente de quando a gente assistia “De volta para o futuro” é pensávamos o quanto distante estávamos de 2015. Em a Máquina do Tempo, a ideia do autor foi representar a sociedade em um momento de total declínio da humanidade. Quando esta já haveria sofrido mutações irreversíveis, surgidas pouco a pouco a partir do processo de dominar a natureza para conseguir conforto e segurança.

No futuro, nosso viajante é recebido pelos Elois, raça de traços infantis e belos, alegres e despreocupados. Isto é, a única coisa que os angustia é a ação noturno dos Morlocks, a raça que vive no subterrâneo. Cujas características lembram animais que vivem na escuridão: pele clara e macilenta, visão noturna e aversão a luz. Logo o viajante conclui que essas duas raças representam o que sobrou da humanidade. Os Elois descendentes da burguesia, que aproveita os prazeres, enquanto os Morlocks seriam os representantes do proletariado, visto que em seu mundo subterrâneo ficavam todas as máquinas que permitiam a boa vida dos Elois.

Enquanto o viajante explora deslumbrado esta época, os Morlocks furtam sua máquina do tempo. Alguns dias e muitas aventuras se passam até que o viajante consiga reavê-la. Quando finalmente consegue, ele aproveita a viagem para vislumbrar o instante derradeiro do nosso Sol e passear por outros momentos pós-humanidade.

Além de apresentar a fantástica ideia sobre viagem no tempo, o livro também propõe a reflexão de qual o caminho a humanidade está tomando e de que forma nossas ações hoje refletirão na cadeia evolutiva.

Há um filme de 2002, inspirado nesta obra, no qual Guy Pearce é o viajante do tempo. A produção não é muito boa, mas o roteiro é bem envolvente.

 Se tu gostas de ficção científica, aproveite que o blog está com várias de resenhas neste tema!

xoxo

Caixa de Pássaros – Josh Malerman

CAIXA_DE_PASSAROS_NAO_ABRA_OS_1419970578428836SK1419970578BLivro de Josh Malerman, lançado em 2014 e estava em minha meta de leitura desde o ano passado. Trás a história da jovem Malorie. No dia em que ela descobre estar grávida começam a circular rumores mundiais de que pessoas estavam cometendo suicídio após verem “criaturas” desconhecidas. Em pouco tempo as pessoas já estavam trancando-se em casa e cobrindo todas as janelas para não enxergarem o que quer que fosse. A situação segue para um rumo apocalíptico em poucos meses. Malorie arrisca-se a encontrar uma casa onde havia sido anunciado na TV que estariam organizando um grupo de sobrevivência.

Com esse pequeno grupo ela passa os meses de sua gravidez. Apesar de manter o clima tenso, achei um pouco monótono esse tempo que eles passam na casa. O que manteve minha atenção foram os relatos de Malorie após ela ter tido os bebês (sim, dois). O livro é dividido em capítulos curtos, que permitem que a leitura flua rapidamente. São intercalados entre 3 momentos: 1. a vida de Malorie sozinha com os filhos; 2. o período em que Malorie estava grávida, vivendo com o grupo e 3. lembranças de Malorie sobre a criação que deu aos filhos. Durante todo o livro ela menciona o quanto “treinou” os filhos para ouvir e não ver.

Uma das tarefas dos moradores da casa era ligar para números aleatórios na esperança de estabelecer contato com outros sobreviventes. Assim, Malorie fica sabendo de um refúgio, onde há pessoas vivendo em comunidade, a salvo das criaturas. Após cinco anos, ela cria coragem para percorrer com os filhos, vendados,  o caminho pelo rio.  De uma coisa ela tem certeza, em um momento, ela precisará abrir os olhos.

O ápice da história, é a noite do parto de Malorie, quando se explica o porquê de ela passar a viver sozinha com os filhos. Pois, devido aos capítulos serem intercalados ficam as dúvidas: Porque ela tá sozinha? Para onde foi o resto do povo? Fugiram? Morreram um a um?

O mistério envolvendo as criaturas mantém-se durante todo o livro. O clima fica muito tenso sempre que alguém precisa sair da casa. Mas como estão sempre vendados, nem uma pista escapa. É muito interessante perceber a história da perspectiva de personagens que não podem ver, que é diferente da perspectiva de alguém que perdeu a visão, como em “Toda luz que não podemos ver”. É inquietante o momento entre o fechar de uma porta e retirada da venda. Teria uma criatura entrado na casa?

Não considero que seja um livro de terror, contudo o suspense é forte e tem trechos de muito sangue, mortes violentas e cadáveres. Então, se tu prefere algo mais tranquilo não é uma leitura que eu indico.

xoxo

Glambox União Feminina E Glambox Fit

Antes tarde do que nunca, fazendo este post para mostrar o que recebi nos meses de março e abril da Glambox. No mês de março, a Glambox homenageou todas as mulheres: “Gostamos de cuidar da beleza, mas vemos muito além disso. Somos fortes, Somos guerreiras. Por anos, lutamos juntas pelos nossos direitos. Somos parceiras. A sororidade virou parte da nossa rotina. União. Somos uma aliança. Entre laços e companheirismo conquistamos a História…”

“Sororidade é a união e aliança entre mulheres, baseado na empatia e companheirismo, em busca de alcançar objetivos em comum. O conceito da sororidade está fortemente presente no feminismo, sendo definido como um aspecto de dimensão ética, política e prática deste movimento de igualdade entre os gêneros.”

A arte da caixa foi criada pela ilustradora Anália Moraes, representando o universo feminino. Quanto ao conteúdo penso que os produtos escolhidos andam bem sem graça, sai do foco da Glambox que é apresentar produtos diferentes para conhecermos coisas novas.

Full sizes:

SD Make up lenços demaquilantes 20 unid. (R$21): Promete tirar inclusive maquiagem a prova d’água. Contém vitamina E, extrato de Aloe e Camomila, para limpar e acalmar a pele, além de hidratá-la. Não conhecia esta marca, mas achei de bastante qualidade os lenços, limpam bem e a fragrância é ótima.

Johnson’s body lotion 200ml (R$13): Para pele extrasseca, oferece 2x mais hidratação e nutrição do extrato de uva. Deliciosa fragrância e cor verde. Lembra os hidratantes da Natura, ma não tão bom quanto.

Beautycolor máscara para cílios 7ml (R$26): Proporciona cílios definidos e com alongamento máximo instantaneamente, de  fácil aplicação, com fórmula inovadora, deixando os cílios mais definidos, separados e alongados. É uma máscara para o dia-a-dia, bem discreta. Não dá volume. Borra com muita facilidade.

SD Make up caneta delineadora 1,1ml (R$40): Segundo a marca: é ideal para quem busca um delineado preciso e ultra black. A sua cor, intensa e profunda, tem excelente aderência à pele. Gostei da cor, bem marcante mesmo. APAIXONADA por essa caneta! O traço é muito marcante e o delineado fica bem definido.

Keramax Clinical tônico capilar 20ml (R$10): Com tecnologia a base de Pró Arginina + Pantenolque age no Bulbo capilar e interior dos fios, fortificando e revitalizando seus cabelos. Esses ativos aumentam a energia celular, estimulando o crescimento e aumento da densidade capilar. “Possui ação vasodilatadora, capaz de reativar a microcirculação do bulbo capilar, melhorando assim, a irrigação da papila, fazendo com que os cabelos cresçam fortes e saudáveis.” Usei após lavar os cabelos e senti que o cabelo secou com um aspecto diferente, o meu cabelo é fino, após o uso parece que ficou mais volumoso.

Total dos produtos R$110.

Amostras:

Charming spray gloss 50ml: Adoro receber essas amostrinhas da Charming, pois são práticas de levar na bolsa. O produto é de qualidade e protetor térmico. O “film gloss” permite que o secador ou a chapinha deslizem mais facilmente , além de formar uma película sobre os fios para proteger do calor e dar brilho.

Sunstar flossers 3 unid.: Produto inusitado para facilitar a limpeza entre os dentes.

Keramax máscara de tratamento 10g: A base de aloe australiana, óleo de amla e de jojoba, contém queratina e promete revitalização do cabelo em 3 minutos.

Também ganhei um vale de 15% para o site da SD Make up: GLAMSD15

glambox março abril

No mês de abril a proposta da glambox é inspirar o lado fit e incentivar o cuidado com o corpo e a mente.

Full sizes:

Bed Head Tigi máscara condicionante 200g (R$ 125): Esse creme valeu a caixa toda. Máscara enriquecida com óleos nutritivos e hidratantes que proporcionam um fio bem tratado e com cor vibrante. Sua fórmula com pH baixo fecha as cutículas e sela os pigmentos da coloração, evitando o desbotamento da cor. Contém Manteiga de Karité e o Óleo de Amêndoa, fazendo com que a cor do cabelo fique saudável e ainda mais vibrante. Apresenta também em sua fórmula Pró-Vitamina B5 (Pantenol), que proporciona maciez e maleabilidade aos fios.

Vizcaya Angel Romantic Flowers sabonete corporal 200ml (R$14): Integrante de uma linha da Viscaya com sabonete líquido, body splash e óleo corporal. É um sabonete líquido em gel. Não gostei, não faz muita espuma e tem cheiro de detergente.

Vult batom matte 2,8g (R$17): Amo esses batons stick da Vult. Cor intensa, de fácil aplicação, efeito matte sem ressecar os lábios.

Lapiseira retrátil Vult 350mg (R$ 9): Lapiseira retrátil e a prova d’água.

Laby lip care 3,2g (R$ 8): Protetor solar FPS 15 para lábios. Evita o envelhecimento e o ressecamento.

Amostras:

Xô inseto! Loção hidratante repelente 10ml: Repelente em loção hidratante que protege contra o “ataque” dos mosquitos. Para eu que sou alérgica é uma maravilha.

Máscara preta Avenca 8g (R$ 6): Máscara para limpeza facial a base de argila preta, limpa os poros e remove os cravos. Estava muito curiosa para testar esta máscara! Fiz uma meleca para passar no rosto. Não tenho muitos cravos e mesmo assim não retirou completamente os pontos pretos. Deixou a pele com aspecto de limpa e sequinha, sem oleosidade por bastante tempo.

Óleo de coco Copra 15ml (R$ 2): Para consumo alimentar ou uso cosmético o óleo de coco contém muitos benefícios. O óleo Copra é ideal para uso nos cabelos, é prensado a frio, natural, não refinado e sem conservantes. Já utilizei este óleo para nutrir os cabelos, mas achei o processo todo muito “melequento”. O melhor uso que encontrei foi misturar ao demaquilante cremoso ou usar puro para retirar maquiagem.

Total dos produtos R$ 181

2017-04-25

link na imagem para assinar

xoxo